Os diferentes tipos de diagnóstico por imagem

Você sabe a diferença entre os tipos de diagnóstico por imagem? Cada um recebe um nome diferente, mas você sabe por qual motivo isso ocorre e por que são utilizados equipamentos diferentes.

Hoje vamos explicar a diferença entre os principais tipos de diagnóstico por imagem.

 

Tipos de diagnóstico por imagem

Atualmente existem 8 tipos de diagnóstico por imagem, mas, discorreremos dos quatros tipos mais comuns, conhecido por todos. Sendo eles:

  1. Ultrassonografia;
  2. Ressonância Magnética;
  3. Mamografia;
  4. Raio-X.

 

1. Ultrassonografia

O diagnóstico por ultrassonografia utiliza ondas sonoras de alta frequência para formar as imagens e são especialmente utilizados para verificar órgãos ocos, como a bexiga e o útero.

Essa tecnologia é muito semelhante as utilizadas em submarinos e emitida pelos morcegos.

Por não utilizar nenhum tipo de radiação esse exame é utilizado durante a gestação para ver o formato e condições do feto sem causar nenhum risco para ele ou para a gestante.

 

2. Ressonância Magnética

A Ressonância Magnética também é um exame por imagem que não utiliza nenhum tipo de radiação. Para esse exame é utilizado o poder do magnetismo e radiofrequência.

O campo magnético que se forma devido aos ímãs presentes na máquina fazem com que os átomos de hidrogênio presentes nos líquidos corporais (70% do corpo humano é formado de líquido). Essa movimentação dos átomos é transformado pela máquina em imagens de excelente resolução e precisão.

Outra vantagem desse tipo de exame é que pode ser utilizado um contraste que traz menos riscos e menos danos para o organismo.

 

3. Mamografia

A mamografia é muito conhecida das mulheres, principalmente das com idade um pouco mais avançada. Ela é crucial para o diagnóstico precoce de problemas nas mamas da mulher, sendo o mais comum, o diagnóstico do câncer de mama.

Antes de falar sobre como funciona esse procedimento, fica um adendo, homens também possuem tecido mamário e devem fazer o exame de toque da região com regularidade (assim como as mulheres).

Embora em quantidade muito menor, homens também podem desenvolver câncer de mama.

O exame de mamografia ocorre de forma semelhante ao raio-x. De fato, ela emite raio-x da mesma forma. A diferença está na utilização do elemento químico molibdênio.

Esse elemento é crucial para diferenciar nas imagens o tecido mamário dos demais tecidos presentes na região e trazer um diagnóstico preciso do estado de saúde do tecido mamário.

 

4. Raio-X

O exame de Raio-X é o mais utilizado entre todos os exames dessa lista. O primeiro motivo é que ele é o que possuí o equipamento mais barato com relação aos outros e o exame em si é o mais barato para produzir.

Além disso ele traz boas imagens da parte óssea do corpo e também de outros órgãos, como dos pulmões.

Ele utiliza radiação ionizante, ou seja, uma pequena quantidade de radiação atravessa o corpo do paciente e é capitada por uma placa do outro lado.

 

Esses são os tipos de exames mais comum, frequentemente usado em clínicas e hospitais. Vimos então como e onde são utilizados. Gostou de saber um pouco mais sobre esses tipos de exames por imagens? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

Luiz Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *